Não basta leitura…( Você sabe estudar textos técnicos?)

 

Ler, Reler, Anotar, Ler de novo…

Esta é a rotina da maioria dos estudantes com quem me correspondo.
Uma rotina que deixa a impressão que estudar é um processo de leitura e releitura de textos intermináveis… Entretanto, estudar não é bem assim.

Sabe aquele texto que você lê três, quatro, cinco vezes e não entende nada?

Pois bem, saiba que este texto está conversando com você. E você sabe o que ele está lhe dizendo? Que você pode ler outras 500 vezes que continuará não entendendo nada! Sabe por que? Porque esse tipo de texto você não lê, e sim, estuda.

Deixe-me dizer uma coisa:

Alguns textos você aprende com uma simples leitura, outros exigem estratégias avançadas de aprendizagem, e é esta diferença que muitos estudantes que me procuram não entendem. O sucesso no concurso público esbarra obrigatoriamente num paredão chamado, texto técnico. Textos jurídicos se parecem com uma colcha de retalhos, onde as idéias parecem não fazer o menor sentido. E a linha que você acabou de ler, em segundos desaparece da memória. Não que falte memória, o que falta é conhecimento sobre o funcionamento da memória nos estudos.

Textos técnicos são mesmo um grande desafio, e é por causa deles que a maioria dos seus concorrentes, para sua sorte, abandonam no meio do caminho o projeto de aprovação.

Querer passar num concurso sem saber estudar e memorizar textos técnicos é como querer vencer uma corrida de Fórmula 1 andando de bicicleta. A pessoa não tem a menor chance. E você pode apostar nisso: estudantes que não sabem estudar não tem a menor chance no agressivo mundo dos vestibulares e concursos. Por outro lado, o cenário muda quando realmente sabemos estudar.

Esta semana recebi o depoimento de um orgulhoso pai falando a respeito da aprovação do filho que foi aluno no Curso de Estudo e Memorização. Leia:

“Professor Renato. Está tudo bem? Já há um bom tempo não nos comunicamos. Vou compartilhar uma vitória alcançada; o meu filho mais velho: Pedro Luís (20 anos), passou em 6º lugar no vestibular de medicina da Unoeste (P. Prudente). Ele concorreu com mais de 2.000 candidatos. Já iniciou o curso na última segunda. O Pedro tem uma boa memorização, ele assimila bem. No vestibular, primeira etapa: de 70 questões ele acertou 55 (classificou-se em 12º), na segunda etapa: redação valendo 25 pontos, ele alcançou 23 pontos e na dissertativa de 5 pontos, ele consegui 3,9 pontos. Os 5 primeiros colocados foram mulheres, ele foi cavalheiro, deixou elas tomarem a frente. (Risos) – Luis Amaral – Presidente Prudente, SP

Você tem um Projeto de Aprovação e sabe que uma boa colocação depende de organização, estratégia de estudo e disciplina. O Curso de Estudo e Memorização comprovadamente aumenta 20% suas chances de aprovação, porque corrige as principais deficiências do estudo. Quer um conselho? Não estude mais nada sem antes ter certeza de que você possui um bom método de estudo e memorização. Eu vou lhe ajudar nisso! Assim, você quebra o padrão inútil de leitura e mais leitura, que serve apenas para tomar seu tempo, gastar sua energia e deixar um eco de
frustração em sua cabeça.

Se desejar conhecer um pouco mais do meu trabalho e aumentar 20% suas chances diante da concorrência, acesse o Curso de Estudo e memorização o qual deixo um link aqui para você:

 

Artigo escrito por  Renato Alves, extraído do site www.renatoalves.com.br

 

Share this article

Comments are closed.